Resiliência: 3 dicas infalíveis para lidar com as adversidades e obter sucesso

O escritor e professor americano William Arthur Ward um dia disse que “as adversidades fazem alguns quebrarem, outros quebrarem recordes”. Foi o caso do cientista americano Thomas Edison, cujas tentativas de inventar a lâmpada foram frustradas milhares de vezes antes de obter sucesso. Cada falha mostrava a Edison uma forma diferente de inviabilizar o seu processo científico, mas então ele buscava uma nova alternativa para alcançar seu objetivo, sem cometer os erros anteriores.
 
A realidade é que dificuldades podem levar à frustração se o indivíduo se contentar com uma postura negativa. Contudo, uma pessoa resiliente é capaz de superar eventos traumáticos e, em pouco tempo, retomar seu funcionamento otimizado, transformando a experiência negativa em um aprendizado enriquecedor. Para isso, listo abaixo as três dicas fundamentais para abandonar um comportamento de negatividade e assumir uma postura positiva e assertiva sobre a vida.
 
1- Aceitação da realidade
 
Ser resiliente não significa negar a realidade e sim adaptar-se a ela ou entendê-la profunda e pragmaticamente para poder transformá-la. O olhar sobre esta realidade não deve ser nem de vitimismo, tampouco de um otimismo não embasado. É importante, portanto, buscar certa neutralidade para conseguir uma melhor compreensão e entender os meios para alterar o cenário atual.
 
2- Crença inabalável no sentido da vida
 
Uma característica fundamental da resiliência é acreditar no sentido da vida, mesmo diante das situações que podem levar a maioria das pessoas a questioná-lo. No livro Em Busca de Sentido (2009), o psiquiatra austríaco Viktor Frankl, que foi um sobrevivente do Holocausto, afirma que é o propósito que dá sentido à existência. Por isso, uma das providências fundamentais num momento de profunda adversidade é saber quais são esses valores e propósitos. E, caso estes não venham à mente de imediato, questioná-los a si mesmo.
 
3- Uma incrível capacidade de improvisar
 
Indivíduos resilientes são mestres na improvisação. Eles possuem a impressionante habilidade de tirar o máximo proveito dos recursos disponíveis e de responder com rapidez e criatividade a todo tipo de desafio. Com base no trabalho do antropólogo francês Claude Lévi-Strauss, os psicólogos chamam essa habilidade de “bricolagem”. Trata-se de usar a inventividade para encontrar soluções, mesmo na ausência de caminhos óbvios ou de ferramentas adequadas.
 
 
Fonte: VendaMais



Comentários